segunda-feira, 12 de julho de 2010

Palavras soltas de uma paixão eterna

Venta aqui, ai que frio, meu coração congela e eu sou mais um sozinho
Me encontra? Te conto, o que você não conta pra ninguém
Escuta, não são risos de felicidade, é o som das lágrimas
Elas caem, gota em gota, uma atrás da outra

Elas se unem, se completam, se tem
Precisam de mais e mais, e se sentem por isso
Eu pelo contrário, não sei a metade que ela sabe
Não sinto a metade de seus sentimentos, belos ou cruéis

Agora pensa bem, você tem mesmo tanta certeza que o seu destino
E algo tão incerto assim?
Eu vejo o seu destino, carrego o seu destino, o seu futuro em minhas costas
Você o quer? Me queira, me tenha que o tem

Ta vendo as estrelas agora?
Senti a música tocando mais rápido?
É eu estou aqui e faço de você minha
Agora te tenho!




By @ecumeno

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Somos gratos pelo seu comentário, comente sempre, isso nos ajuda a saber nosso progresso na escrita.

Obrigado