domingo, 1 de agosto de 2010

Veja


Sente e sinta o som que surge do saber espontâneo
O cavalgar dos cavalos e as asas dos passarinhos
Sons bonitos, Sons delirantes
Que me levam a um lugar inimaginável

You é você e eu sou quem não quero ser
Vê a salubre condição de sustentar uma família
Vê a honestidade dos políticos
Você não está enxergando

Ou será que você não quer ver?
Realmente é bem mais fácil ficar de olhos fechados
Realmente é bem fácil não estar aqui quando tudo acontece
Eu vejo e mesmo assim não posso fazer nada

Imagine você, é imagine você
Está sempre bêbado e caído em algum beco perto de casa
Nunca está aqui quando mais preciso te perguntar
Acho que posso fazer algo sim

Se eu não puder quem poderá?
Eu vou mudar o mundo e você vai ver
E quando acontecer
Nem vou perder meu tempo para jogar na sua cara

O tempo perdido quem perde sou eu




By @ecumeno

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Somos gratos pelo seu comentário, comente sempre, isso nos ajuda a saber nosso progresso na escrita.

Obrigado