sexta-feira, 4 de fevereiro de 2011

30 Days Letter Project - Dia 3 - Seus pais

Dois,

Sei que vocês nunca lêem o que eu escrevo, e possivelmente nunca chegarão a ler esta carta, sei que sou chata, irritante, teimosa, mas qual seria a graça de ser filha se eu não fosse tudo isso?
Obrigada por cuidarem tão bem de mim, obrigada por terem me dado educação e uma ótima criação, sou a pessoa que sou, graças a vocês, e pra mim é bem difícil assumir isso.

Eu sempre quis ser independente, depender dos meus atos e agradecer só a mim, mas vocês não possibilitaram isso até o momento. Entendo que querem cuidar de mim, mas os pais existem para nos ensinar a cuidar de nós mesmos. É como um passarinho que cai no seu quintal, você cuida do machucado e depois solta para que ele seja livre e feliz.

Sinto informar, mas quanto mais vocês me amam, quanto mais me prendem, quanto mais tem medo de me soltar no mundo, mais difícil será a nossa despedida, e ela está chegando.

Não vou mentir, eu tenho uma certa mágoa por vocês me impedirem de fazer "coisas". Tantos momentos que perdi porque não me deixaram ir. Mas eu agradeço, de que servem os filhos se não para agradecer?

Agradeço por terem limpado a minha fralda suja por alguns anos, essa parte agradeço principalmente à minha mãe, agradeço pelas fotos que tiraram quando eu ainda nem sabia falar, me sinto feliz por saber que tenho fotos de quando era criança, e a parte das fotos agradeço ao meu pai, mesmo às vezes que ele me obrigou a fazer pose, eu agradeço.

Agradeço por terem me levado ao primeiro dia de aula e por terem me abraçado quando comecei a chorar desesperadamente, vocês me disseram que voltariam para me buscar, e voltaram. Agradeço mãe, por ter me dito que ninguém é amigo de ninguém, eu não concordo, mas mesmo assim agradeço, se não fosse por essa frase, talvez eu teria acreditado em muitas falsas amizades, e anteriormente eu já acreditei, mas quero lhe dizer minha mãe que eu aprendi a selecionar meus amigos, e há 3 anos eu faço isso muito bem e só venho obtido sucesso com as minhas amizades.

Agradeço pai, por ter me levado para sair várias e várias vezes, eu agradeço por me apresentar os lugares, lembra quando saiamos e você dizia "aqui é tal lugar, aqui é tal lugar onde aconteceu isso, isso e aquilo", você é um exemplo de sabedoria para mim, saiu do sertão, veio para São Paulo, não chegou nem a concluir o ensino médio e é uma pessoa de inteligência admirável, espero sair muitas vezes com você ainda, e talvez um dia quem sabe eu possa apresentar os lugares à você.

Muito obrigada pai, muito obrigada mãe, eu posso me mostrar ingrata as vezes, mas vocês têm que saber que eu sou MUITO grata, e dou muito valor à vocês dois. Espero que nunca precisem que eu cuide de vocês, mas se precisarem, cuidarei, e tentarei cuidar tão bem quanto cuidaram de mim.

Eu poderia ficar aqui por mais algumas horas agradecendo, mas quem sabe outro dia, em uma outra carta, por hora já estou emocionada demais e espero que seja suficiente agradecer por tudo, pois eu agradeço por cada segundo de vida ao lado de vocês.

Obrigada,


Com muito amor e carinho,
Jessica Mota Fernandes (@emudado)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Somos gratos pelo seu comentário, comente sempre, isso nos ajuda a saber nosso progresso na escrita.

Obrigado