domingo, 1 de maio de 2011

Perca

Às vezes perco coisas.
Na verdade muitas vezes perco coisas.

O mais engraçado é que sempre perco aquilo que justamente mais me agrada, aquilo que mais gosto.

Se é barato nem perco meu tempo procurando e compro outro.
Se é caro, procuro até a última gota de suor de minhas glândulas sudoríparas, e se não acho... simplesmente me contento com a perda.
Se não tem preço... aí meu amigo, eu me desespero. Porque se não acho, não poderei ter outro nunca mais, pois coisas sem preço costumam ser excepcionais, e coisas excepcionais costumam ser únicas.

Às vezes perder tem um lado bom... porque você pode procurar, não encontrar e ficar um tempão sem... mas se depois de todo esse tempo você encontra de novo, a alegria é incalculavelmente grande.

---------------------------------------------------------------


Esse é meu post de quiescência, não de abandono. Pela segunda vez.
Um dia eu volto pra cá!

@JoaogKr

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Somos gratos pelo seu comentário, comente sempre, isso nos ajuda a saber nosso progresso na escrita.

Obrigado