quinta-feira, 22 de setembro de 2011

Devaneios de um dia perturbante


E se existe o presente perfeito em algum universo paralelo, não é neste em que ele se encontra. Há muitas idéias, muitas vontades e dizeres rondando em minha mente, e mesmo se eu fosse capaz de externar tudo que mata o meu verdadeiro eu, tudo que me sufoca e me deixa mal, ainda assim eu na seria capaz de criar um mundo melhor, pois um mundo melhor não depende apenas do meu bem e nem apenas do bem estar de todos que me rondam, necessito da paz mundial e do fim da fome para que haja um bem estar na prática de todos que vivem em um mesmo tempo. E por mais que exista sim um universo paralelo, quem sabe neste tudo fique tão bem quanto ficará aqui e se houverem vários, torço para que o fim em todos seja feliz, não porque fui educada assim ao assistir filmes hollyhoodianos, mas porque sou assim, acredito que a felicidade salva.
E se lhe fizessem uma proposta a qual consistiria em você poder escolher algo que mais deseja? Escolher ser rico, mudar de país, ou o que for, mas não pudesse levar ninguém e ninguém pudesse satisfazer-se da sua escolha, aceitaria? Por mais que eu tenha sonhado a minha vida inteira que alguém me fizesse uma proposta dessas, talvez hoje eu não aceitasse, não por nada, mas por tudo. Por tudo que vivi, por todos que conheci. (suspiro) Em pensar que uma escolha, um não fazer ou um fazer muda a sua vida completamente. Gostaria de não errar, mas em que eu mudaria como pessoa se eu não errasse? O que eu aprenderia? Espero ainda errar muito na minha vida, mas rezo todos os dias para que o mesmo erro não persista. Amém.



Jessica Mota Fernandes

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Somos gratos pelo seu comentário, comente sempre, isso nos ajuda a saber nosso progresso na escrita.

Obrigado