sexta-feira, 30 de dezembro de 2011

Um sentimento que não sei qual é

Sinto de novo aquele aperto
Uma falta de ar
Um incomodo
Uma vontade de gritar
AAAAAAAAAAAAAAAAA
Sinto uma raiva profunda
Uma vontade de chorar
De nomear um sentimento

É como se eu precisasse deitar
Uma necessidade louca de fechar os olhos
Como se tivesse mais do que eu dentro de mim
Como se um falar de nós dois precisasse ser expressado
Ser externado, preciso de algo, estou necessitado

Vou deitar, então você me faz um favor?
Tire a minha pele, toda a minha pele
Deixe a vista os meus órgãos
E observe-os
Veja o que está a pulsar
E arranque-o por favor
Faça isso por mim
Faça por nós

Então quando eu acordar, sei que me sentirei melhor, onde eu estiver estarei melhor.


Jessica Mota Fernandes

Por mais do fim




Você irá na Rodoviária
E lerá: São Paulo
Você lembrará de várias pessoas
Mas eu lerei: Jacareí e
Só lembrarei de você
Só de você, por mais do fim

Jessica Mota Fernandes à aquela mulher

domingo, 25 de dezembro de 2011

Sempre sofri calado por ter uma ideia platônica por você
Até que um dia você chegou em um determinado lugar, preparado pelo destino para nós
Estávamos apenas você e eu, então você decidiu se postar perto de mim.
Conversamos bastante sobre assuntos alheios, enquanto sua imagem virava um filme na minha cabeça.
Conversamos sobre música e você gostava de Legião Urbana e sua música favorita era "Vamos fazer um filme". E hoje em dia, como é que se diz "eu te amo"
Quando o assunto acabou e olhei nos seus olhos, mas dessa vez você também olhava nos meus... foi uma sintonia perfeita, uma conexão inviolável, em um cenário desconhecido.
Foi um beijo, que não foi dado apenas com os lábios físicos, mas também com os lábios da alma.
E tudo isso só teria sido perfeito, se tivesse acontecido.

João
Queria que desse certo

Queria que você achasse minhas piadas as mais engraçadas
Queria que meu estilo fosse o que você mais gosta
Queria que você não me conhecesse, mas sempre quisesse me decifrar

Basicamente, eu queria que você precisasse de mim

Queria que sem mim você perdesse todas suas noites em claro
Queria que sem mim você não conseguisse comer
Queria que ser sua última lembrança antes de dormir...

Queria que desse certo, mas sei que se te quero, é porque não posso te ter.

João
Poucas palavras
Compensadas por muita observação

Seu rosto
Seus olhos
Seu cabelo
Seu perfume
Mas e sua vida? Quem você é?

Aguardei dias para poder te ver, e apenas ver... e quando o dia acabou, coloquei-me a aguardar novamente
Só para imaginar uma vida perfeita com você
Por achar que também és um padrão de pessoa perfeita

Sabes apenas meu 1º nome
Não sabes meu passado, mas isso pouco lhe importa
Não me conheces e pouco também o queres

Não passa pela sua cabeça que na cabeça de um completo estranho fazes parte de uma história magnifica, platônica
.
Agora não te vereis mais, e espero que assim o seja, apesar de não querer que isso aconteça.
Quero me livrar deste sentimento lindo, apenas por não poder usufruir dele.

Estou com você
Me dê a mão, e vamos juntos
Eu (não) sei quem você é mas eu...
Estou com você.

João