sexta-feira, 30 de dezembro de 2011

Um sentimento que não sei qual é

Sinto de novo aquele aperto
Uma falta de ar
Um incomodo
Uma vontade de gritar
AAAAAAAAAAAAAAAAA
Sinto uma raiva profunda
Uma vontade de chorar
De nomear um sentimento

É como se eu precisasse deitar
Uma necessidade louca de fechar os olhos
Como se tivesse mais do que eu dentro de mim
Como se um falar de nós dois precisasse ser expressado
Ser externado, preciso de algo, estou necessitado

Vou deitar, então você me faz um favor?
Tire a minha pele, toda a minha pele
Deixe a vista os meus órgãos
E observe-os
Veja o que está a pulsar
E arranque-o por favor
Faça isso por mim
Faça por nós

Então quando eu acordar, sei que me sentirei melhor, onde eu estiver estarei melhor.


Jessica Mota Fernandes

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Somos gratos pelo seu comentário, comente sempre, isso nos ajuda a saber nosso progresso na escrita.

Obrigado