quarta-feira, 29 de fevereiro de 2012

500 cartas para ela – Dia 5 – Meu medo



Meu medo


Boa tarde e seja bem vinda à leitura da minha carta número cinco para você.

Eu nunca tive medo de levar um não ao te chamar para sair, o meu maior medo era que você dissesse sim e eu não pudesse suprir as suas expectativas. Desculpe-me por esse medo bobo, não posso lhe prometer que este passará e que assim que acontecer eu irei convidá-la para tomar uma cerveja. Talvez o medo não passe, talvez a cerveja acabe, quem somos nós para dizer o que vai acontecer no futuro? Não somos nada, não somos ninguém. Eu só espero que daqui a alguns meses, por obra do destino ou por coragem da minha parte, possamos sair com nossos amigos e quem sabe conversarmos sobre estas cartas, e mesmo que a conversa não seja esta, que seja qualquer outra, pois conversar com você é sempre muito bom. Peço desculpas novamente pelo meu medo infantil. É realmente pior do que ter medo de baratas, ter medo do amor e do amar é algo que já me prejudicou muitas vezes e ainda me prejudica deveras. Não farei juramentos hoje, apenas quero que você tenha paciência, uma sábia garota me ensinou que tudo acontece na hora certa, e por mais óbvio que seja, é algo que se deve entender para poder praticar. Tenha um ótimo dia e até a próxima carta.


Com amor,
Jessica Mota

terça-feira, 28 de fevereiro de 2012

500 cartas para ela - Dia 4 - Amor a 403º vista


Amor a 403º vista




Nossa, que impressionante, eu coloquei o título e não consegui começar a escrever, que nostalgia. Fiquei parada lembrando como nos conhecemos, eu consigo lembrar exatamente de quando foi, e o mais engraçado é que a minha primeira impressão foi das piores. Você estava sentada naquela mesa com sua amiga, fui apresentada a você e tu não me destes nenhuma bola, que coisa né, eu liguei menos ainda para você. Pouco me importava quem você era ou quem deixava de ser, nos víamos todos os dias e não conversávamos, mal nos conhecíamos.

Com você foi tão diferente, me impressiona eu ter me apaixonado por você, logo por você, porque por você? Não tínhamos nada em comum, ou melhor, nem perdemos nosso tempo para tentarmos descobrir.

Quem botou esse encanto em mim? E como? E quando? Acordei em um dia como outro qualquer, mas por mais igual que fosse, aquele era diferente. Naquele dia eu te vi como nunca havia visto nos 402 dias anteriores, mais que vi, te enxerguei. Eu não sabia se você era ht ou homo, e nem me preocupava também, não ainda. Eu te vi como nunca haverei de ver ninguém, não falo isso para te impressionar, apenas sei que é verdade, você estava tão linda e a partir daquele dia comecei a te achar muito mais bela, eu pude sentir seu cheiro, algo que eu nunca havia sentido antes. Notei seu jeito e seus cabelos, aquela cor, aquele formato, era tudo manipulado para que fosse perfeito, e como era... Seu andar, cada movimento do seu corpo, está tudo aqui comigo, tudo guardado em minha mente. Não havia possibilidade de eu não me apaixonar, e não sei como que eu não me apaixonei antes. Cada música que eu ouvia começou a me lembrar  você, cada passo que eu dava era pra te encontrar e cada virada da minha cabeça, era só para te ver. Eu estava apaixonada, encantada, enfeitiçada, mas nem tanto como estou hoje, só que naquele ano foi mais triste, eu mal sabia o que eu queria e você era fielmente impossibilitada de me querer.  Hoje não, ou talvez sim, mas espero que não, e quando ler essa carta não pense em outra coisa, pegue o seu telefone e ligue para mim, sua linda.  

segunda-feira, 27 de fevereiro de 2012

500 cartas para ela - Dia 3 - Dos desejos que me vem

Dos desejos que me vem



Oi, talvez meus desejos nunca tenham feito parte de tudo que eu já lhe disse, pois hoje ficarão registrados, e quando você ler essa carta irá devanear e implorar para passar o resto de seus dias ao meu lado, claro que este é apenas um dos meus desejos.


Fiquei por algum tempo sem escrever, pensando na diferença de sonhar e desejar, e cheguei à conclusão de que sonhar seria pensar com insistência em algo que se quer, agora desejar é mais do que isso, um desejo vai mais a fundo, desejar é ter anseio a algo, é ambicionar. E agora compartilharei alguns dos meus desejos com você.

Por vezes fiquei acordada fazendo planos de vivência ao seu lado, planejei aos mínimos detalhes todos os caminhos e curvas, desde a largada até a linha de chegada. Primeiramente pensei em como te pediria em namoro, não sei se pensei no jeito mais romântico de se pedir, mas pensei na maneira, a meu ver, correta de obter êxito ao expressar a minha vontade de ser sua namorada. A ideia era comprar as alianças sem você saber, e antes disso faríamos um tour pela cidade, visitando e fotografando fotos de beijos nossos nos lugares mais importantes de São Paulo. E com essas diversas fotos eu faria algo, que ao escrever fiquei em dúvida do que seria de fato, mas seria um vídeo de pedido, ou um plano de fundo para uma carta romântica. Eu faria também uma música de pedido oficial e te levaria ao parque, lá eu não esconderia a aliança em uma maçã, nem em nada parecido, na verdade como muitos estão praticando esta ideia, eu acharia melhor fazer a moda antiga, com a aliança dentro da caixinha mesmo. Você diria aceito, e a nossa história começaria novamente, só que nessa parte você se referiria a mim como sua namorada e vice-versa. Seríamos cada dia mais felizes.

Meus desejos continuam na parte onde compramos um lar, só que nessa fase teríamos muitas discussões e o nosso amor só irá provar o quanto comprar uma casa seria o ato certo a se fazer naquele momento. Depois de uns dois anos morando juntas decidiríamos nos casar, tudo daria certo e mimimi. Parece muito com um conto de fadas não é? Mas não se assuste, pois essas não são palavras de uma inocente garota sonhadora e sim apenas desejos de uma mulher apaixonada. Não se preocupe, pois tudo dará certo mesmo se der errado. Agora tenho 497 chances de escrever mais para você.

500 cartas para ela - Dia 2 - Minha poesia é você

[Postado com atraso por culpa da telefônica]


Minha poesia é você




Porque tudo que eu escrevo é sobre ti, é para ti. Você está em cada palavra minha, em cada atitude. Seja tarde ou madrugada, é de você que estou a falar, a pensar.
Não me importa o quanto seja interessante os outros assuntos, não me importa o quanto seja melhor para mim, respirar outros ares. Quero falar de você, quero respirar você.

Amor, preciso confessar...

Certo dia eu estava andando a um destino certo, e decidi mudar a rota para que eu pudesse pensar melhor em você, para que eu pudesse inspirar-me mais no que escrever. Naquele dia eu resolvi rabiscar palavras bonitas, não para você, mas baseado em meus puros sentimentos para com a sua pessoa. Eu nunca havia, até aquela data, escrito coisas tão belas, e sei por que, o motivo era que não se tratava de coisas ou rabiscos no papel, se tratava de você, era a sua imagem desenhada em forma de letras e palavras que num conjunto, formavam frases e parágrafos finalizando em uma linda poesia. Eu a li várias vezes, e era como conversar com você obtendo as mais lindas respostas de amor. Eu li para outras pessoas, e era como gritar bem alto o quanto amo você, via nos olhos de outrem a vontade de sentir o que eu sentia. Eu externei através das palavras minha paixão por você. E ainda externo todos os dias, em cada poema, em cada música, em cada poesia.

É a minha maneira de estar contigo sempre, mesmo quando não posso, ou você não pode vir ao meu encontro. São os momentos certos para nascerem minhas releituras do seu eu, minhas interpretações do meu você visto por ti. Obrigada por ser minha poesia, e a melhor parte não é eternizar tudo isso, é poder depois de toda a tempestade de carinho, ler e sentir tudo outra vez. Isso me acalma, pois me faz entender que mesmo tudo acabando, tudo ainda estará comigo, dentro de mim e aqui nesses escritos.

498 dias aguardam mais palavras sobre você.

domingo, 26 de fevereiro de 2012

.





5inco coisas que mudaram a minha vida [F.I.N.A.L.I.Z.A.D.O]


5INCO



- 5inco dias

- 5inco textos

Explicações sobre atitudes e momentos que mudaram nossas vidas para o resto da nossa 

existência.




Dia 1 – O princípio  by Jessica
Dia 1 – 
Um dia  by João
Dia 2 – 
Aprendizado  Jessica
Dia 2 – 
2008 by João
Dia 3 – 
Estudos by Jessica 
Dia 3 – A Foz by João
Dia 4 – Faculdade by João
Dia 4 – O show by Jessica
Dia 5 – Amizade by João
Dia 5 – A garota by Jessica

sábado, 25 de fevereiro de 2012

500 cartas para ela - Dia 1 - A dona do mais belo olhar

Hoje, dia 25/02/12 começa oficialmente o projeto 500 cartas para ela, que consiste em escrever 500 cartas de amor em 500 dias de amor ou não, para uma unica amada. O projeto é uma ideia da linda Aliane Zappia do Divã Público, ela me convidou a participar e eu é claro, ACEITEI.

Boa sorte a todos que participarão do projeto, será uma longa caminhada. Vamos lá.   Mais informações


A dona do mais belo olhar


Você sorri, fala comigo, nós conversamos. Você presta uma super atenção em cada palavra que eu digo, mas hoje vamos falar apenas do seu olhar. De todos os seus bens, talvez ele seja o mais precioso.
Eu me encontro contigo, e enxergo em seu olhar a vontade que ele estava de me ver, sinto a graça retirada de você e o desejo camuflado de me ter. Há muito mais do que isso quando ele está por escondido, quando eu não o vejo. Por mais triste que seja, eu sei que ele está lá, e sei que por mais que os dias passem e a minha imagem não seja aquela que você vê todos os dias de manhã, um dia ela será. Toda essa certeza eu não tenho de bobeira, muito menos por vaidade. Eu apenas sinto quando vejo o brilho do seu olhar, esse brilho eu vejo, não apenas em seus olhos, posso enxergá-lo em cada palavra de amor que leio, seja quem for o autor, eu apenas sinto o brilho da certeza, se mostrando para que a certeza ganhe mais brilho e se fortaleça.

O seu olhar não é formado apenas por um brilho encantador, há também o branco que é o mais branco e colorido de todos os olhares. O branco dos seus olhos contrasta perfeitamente com qualquer tom, ele tem um encaixe ímpar e singular com o preto brilhante dos seus cílios e da sua pupila. Falar sobre seus cílios me faz parar de escrever só para lembrar do quão belos são, lindos, maravilhosos e grandes, ao mesmo tempo são apenas bonitos, para que não soem como exagerados. Eles foram desenhados com a mais fina ponta, dona do desenho mais ao ponto. Seus olhos também são essa cor marrom a qual não existe igual na natureza, um marrom que é mel, é castanho, é brilhante.

Seu olhar é você, é a sua malícia, sua meiguice, seu jeito de mulher e de menina. Seu olhos são como  imãs, e quando eles me olham, os meus são feitos de ferro. Seu olhar me passa serenidade. Ele vai além dos seus olhos, seu olhar transpira amor e chora gotas de paixão.


Jessica Mota Fernandes

5inco coisas que mudaram a minha vida - Dia 05 - A garota

Ela fez os meus dias amanhecerem já tarde, pois a manhã inteira eu estava com ela.

Tudo começou no dia 12/09/10, eram dez horas da noite e como eu não tinha nada melhor para fazer, resolvi entrar em uma sala de bate papo, entrei e é nessa parte que a minha vida começa a mudar do vinho para tequila.

Conheci uma garota que para mim parecia ser só mais uma, a princípio é claro. Eis que as coisas aconteceram muito rápido entre a gente, no mesmo dia em que nos conhecemos, trocamos números de celulares, falamos em viagem, procuramos preços de ida e volta, eu a vi na webcam, ela só não me viu porque eu não tinha uma. Mas uns dias depois eu comprei, claro, ela pedia tanto.

Conversávamos todos os dias por microfone, por mensagens e por telefone, tendo assunto ou não, sempre estávamos a ouvir, uma a respiração da outra. Eu gosto tanto de escrever sobre essa história, mas as vezes me vejo perdida, sem saber qual parte escrever, as lembranças me vem e eu fico pensante, brisando no passado.

Continuemos, no começo eu achei que ela estava apressando demais as coisas, eu me preocupava se ela estudava, me preocupava se ela trabalhava e se ela era bonita o suficiente ou não. Pois bem, uma ou duas semanas depois de nos conhecermos virtualmente, e olha que esse conhecer era enorme, pois eu sabia muitas coisas sobre ela e ela muitas coisas sobre mim, resolvemos nos conhecer de fato, com direito a praticar o tato, o olfato e quem sabe e soube o paladar. Não foi nada combinado, em uma noite na qual eu tinha dinheiro, disse para ela "amanhã irei para ai" ela ficou muito feliz e disse que iria me buscar na rodoviária da "grande" cidade onde morava.
Eu fui, nós nos conhecemos, e a paixão só fez aumentar, da minha parte com toda a certeza e acho que da dela também. Nós conversávamos da meia noite as sete da manhã quase todos os dias, quando não era tudo isso, era quase isso, ela me ouviu roncar várias vezes.

Eu errei muito e foi esse erro que muito me ensinou. Eu tive medo de me entregar de corpo e alma para ela e quando me entreguei, tudo acabou. Eu já não me importava mais se ela era bonita, se tinha um trabalho ou se estudava, eu estava amando, nada mais importava se não o seu sorriso. Pena, mas já era tarde demais.

As vezes pode parecer perseguição de uma força maior, mas temos que entender que não é isso, é apenas algo que estava dando muito certo e de uma hora para outra, com um motivo digno ou não, deu errado. O bom é que tem tudo para dar certo em uma outra hora, seja com ela de novo ou com outras mil. Só não podemos é fechar nosso coraçãozinho para novos aprendizados. Na melhor hora o amor virá, e se ele estiver demorando muito, apenas sente e peça uma cerveja, quem sabe seja naquela movimentação de pessoas que se encontra o seu grande e verdadeiro amor de um dia.

5inco coisas que mudaram a minha vida - Dia 04 - O show

Até pensei que o meu parceiro fosse escrever sobre esse dia (eu escrevi ããrr. ass: João), afinal nós dois presenciamos tudo que aconteceu naquele belo show, e quando conversamos sobre fazer esse projeto, concordamos que este foi um dia de muitas mudanças. Como ele não escreveu, vocês saberão apenas da minha versão.

O dia eu não me lembro, nem me esforçarei para lembrar, quase não me lembro o mês e o ano, imagine o dia e a hora. Se não me engano foi em outubro de 2009, o Close up live 2. Um show onde cinco bandas, que estavam na moda àquele ano, tocaram e me fizeram super feliz, pois foi o primeiro show que eu fui.

Lá, naquele dia, aconteceu bem mais que um show, aconteceu a prática de um plano armado pelo universo.

Uns dias antes desse show, eu havia começado com umas brincadeiras diárias e um tanto diferentes para a vivência que eu tinha até aqueles tempos, sabe lá deus porque, mas as minhas atitudes estavam mudando, acabando com o achismo do meu amigo João, de que gaysisse é de nascença.

Pode soar engraçado, e até é um pouco engraçado.

Foi no show, nesse show, que eu tive a oportunidade de tirar a prova real. E nossa, que prova era aquela. Sei que o texto pode estar um pouco subjetivo, mas quem sabe com um esforço vocês consigam entender direitinho toda essa subjetividade.

Voltando a prova real, foi uma ótima chance que eu tive para ter certeza dos meus sentimentos e das conclusões precipitadas. Eu exitei, dei um passo para trás e estremeci, fiquei com muito medo, acho que o medo maior era de que aquilo fosse realmente verdade. Eu não estava pronta para tal realidade, eu apenas fazia da verdade uma inocente brincadeira. Admito que eu quis que assim continuasse por algum tempo, depois não, depois de um tempo eu me senti perdida, me senti confusa, como seu eu não tivesse escolha, E quem tem?

Conclusão: Um show, uma oportunidade perdida. Depois houve muito pensar, muito arrependimento, e então tudo ficou bem. Estou aqui hoje, viva e vivendo da maneira que aprendi viver naquele dia.

sexta-feira, 24 de fevereiro de 2012

Forget everything - New Found Glory

Nós podemos fingir por apenas um segundo que nós estamos juntos?
Qual o sentindo de deixar meus sentimentos escondidos?
Consome muito de mim
ter a coragem de levantar
todo dia.

E se eu não levantasse?
Você nem iria se importar
Você nem se importa

Esqueça tudo o que nós fizemos
Me apague
das sua memórias
Não me ligue
Não pergunte de mim até o dia em que o inferno congele

Eu não consigo me lembrar da última vez que eu te vi sorrindo
Pode ter sido lá pelo ano passado
Consome muito de mim
ter a coragem de te dizer que está tudo bem

E se eu não estiver
você nem iria se importar
Você nem se importa

Esqueça tudo o que nós fizemos
Me apague
das sua memórias
Não me ligue
Não pergunte de mim até o dia em que o inferno congele

Vou embora
antes que você perceba
Você não pode desistir de algo que você nunca teve
É cinza até você queimar
Eu espero nunca te ver de novo

E se eu não levantasse
você nem iria se importar
Você nem se importa

Esqueça tudo o que nós fizemos
Me apague
das sua memórias
Não me ligue
Não pergunte de mim até o dia em que o inferno congele

Quando o inferno congelar

5inco coisas que mudaram a minha vida - Dia 05 - Amizade

"Tu eras para mim senão uma pessoa inteiramente igual a cem mil outras pessoas, mas agora somos amigos, então para mim és única no mundo"


Para finalizar o projeto quero dizer a 5ª coisa que mudou a minha vida em 20 anos.


Conhecer a minha amiga Jessica.


Uma amizade que eu cativo a muito tempo... nos conhecemos na flor da idade, eramos tão ingênuos e  inocentes... 
Agora somos adultos... mas a nossa amizade é a mesma.


Não me imagino sendo quem eu sou, se eu não tivesse conhecido a Jessica.
Sim, o destino trabalhou para que nos encontrássemos. 


Quando estou feliz, quando estou triste, quando ganho alguma coisa, quando perco alguma coisa, quando estou com raiva, quando estou entediado... a Jessica é sempre a 1ª pessoa que vem a minha cabeça, porque é com ela que eu sempre quero compartilhar tudo.


Passamos por tanta coisa juntos, sofremos juntos, rimos juntos, cantamos juntos, tocamos bateria com canetas... passamos por momentos que eu adoraria poder reviver tudo, mesmo os momentos que não foram tão bons, só para poder reviver os maravilhosos novamente... 


Aprendi tanto com ela, e espero ter ensinado algumas coisas boas para ela também.
Na verdade este post é mais para ela saber que para mim, ela é minha melhor amiga, e que nossa amizade é um vínculo extremamente forte... tão forte que espero que jamais se quebre.
Quero minha vida toda poder contar com ela, quando eu me formar eu quero que ela vá na minha formatura, quando eu me casar quero que vá ao casamento, quando eu tiver filhos, quero que eles vão brincar com os filhos dela... enfim quero que ela continue PARA SEMPRE fazendo parte da minha vida, para que essa felicidade que tenho por ter ela ao meu lado jamais se apague.


Jessica, saiba que para mim você é uma das pessoas mais importantes da minha vida.
Desculpe as poucas palavras para descrever nossa amizade, mas nossa amizade é indescrítivel, de tão fascinante que ela é, e só eu sei o impacto que ela tem na minha vida.


Muito obrigado por fazer parte da minha vida.
Um grande beijo.


João.

5inco coisas que mudaram a minha vida - Dia 04 - [RESSALVA] O Show

Na verdade, eu estava tão afobado no dia que escrevi o Dia 04 que me esqueci do que realmente eu ia escrever.

Vou escrever agora esse dia que mudou coisas na minha vida.
O que foi escrito antes dessa ressalva esta no fim da postagem.

O dia do show, Close up Live 2... um dia inesquecível. Eu nunca me lembro que dia exatamente foi, mas acho que foi no fim do ano.
Naquela época eu era tão ingênuo... um bobo metido à bem feitor, querendo fazer o bem à um desconhecido por benevolência, abalado por um amor platônico adolescente.
Parece que quando ficamos mais velhos e criamos mais malícia sobre as coisas, ao analisar ocorrências de quando eramos mais novos, vimos que talvez por sermos tão ingênuos e inexperientes as coisas deram errado.

Bem foi naquele dia a minha chance de tentar ajudar um desconhecido à fazer amigos, e de tentar acabar com todo aquele amor platônico.

Não fiz nenhum dos dois.

O "colega" não foi no show. Tempos depois passamos a ter convivência e criei uma inexplicável aversão à sua amizade. Não me pergunte porque. Eu não sei.

O amor platônico acabou logo depois, uma longa história... que só a Srta Jessica sabe. rs

Mas tudo bem, me diverti tanto naquele show, que hoje que cresci, lembro daquele dia e percebi que as coisas acontecem naturalmente. É assim que elas devem acontecer. Não se deve forçar nenhum tipo de situação à acontecer, não vai dar certo... ao invés de tentar forçar situações, acontecimentos... o que se deve realmente fazer é apenas curtir o momento como se fosse o último para que seja memorável... ainda tenho a foto daquele dia, vou postar logo abaixo.

Como eu disse em quase todas os posts deste projeto, como esse acontecimento mudou minha vida, só eu sei particularmente, por mais que eu tente explicar, vai ser difícil mesmo alguém entender, porque só eu sei como essas coisas realmente mudaram a minha vida.

Para finalizar: Sua amiga beija menina? #PraQuemEntende



------------------------------------------
Sim, a faculdade foi uma realização de sonho para mim, junto com uma grande mudança.
Desde pequeno sonho em chegar na faculdade...
Biologia, psicologia, bioquímica... essa dúvida quase me matou kkkk e acabou em biomedicina.

Eu entrei na faculdade, e até hoje, no 3º ano, não sei se fiz a escolha certa. Sei que amo estudar o que estudo...
Sou uma pessoa tão flexível, gosto de muitas coisas...
E se fiz a escolha errada, um dia vou descobrir, mas isso para mim nunca será problema. Eu amo estudar biomedicina, assim como vou amar estudar qualquer outra coisa que eu queira.
Tudo que tenho na minha vida é graças ao estudo... vou parar de estudar porque?
Entrar na faculdade foi um amadurecimento e tanto... conheci pessoas maravilhosas, criei uma das maiores responsabilidades da minha vida, estudo em vista sempre de querer os melhores resultados.

Eu já quis ser apenas graduado, pós-graduado, mestre, Doutor, Phd... mas não. Agora quero apenas ser aquilo que me traga felicidade, independentemente de status.

Entrar na faculdade me fez perceber que a vida é muito curta para se gastar esquentando a cabeça...
Entrar na faculdade me fez ver que eu quero ser tudo o que eu puder ser... biomédico, biólogo, bioquímico, psicólogo, antropólogo... quem sabe um dia não é mesmo.

Entrar na faculdade me fez perceber o que eu quero para meu futuro: Apenas uma vida tranquila, livre de preocupações e responsabilidades contra minha vontade... eu quero ser tudo o que eu puder ser, e viver em paz.

João

quarta-feira, 22 de fevereiro de 2012

5inco coisas que mudaram a minha vida - Dia 03 - A Foz

Neste projeto, fico o dia todo pensando o que escrever... nos dias de carnaval até cheguei à pensar o que escrever hoje, mas esqueci tudo... a ideia vem sempre na hora... rs.. e o que vou escrever hoje, realmente foi algo que mudou minha vida.

Passei a ser uma pessoa deísta ao extremo... temo à Deus... mas não sigo nenhuma religião.
Acredito na energia humana... energias boas, ruins, que os pensamentos tem uma força poderosa, que alguns sentimentos são premunitivos... enfim, esta é só uma introdução para que minha história não seja tão confusa, porque como eu disse em um texto anterior, talvez não entendam como as coisas que conto mudaram de fato a minha vida, porque só eu sei a evolução que causaram.

Minha maior infelicidade é não lembrar o dia exato do acontecimento, mas lembro a semana... e vendo em meus arquivos posso relembrar o dia.

Foi na 2ª semana de Dezembro de 2009.

Visitei a foz do Rio São Francisco na divisa de Sergipe com Alagoas.
Um lugar literalmente deserto, onde para onde quer que você olhe você só vê areia e alguns "oásis", onde o turista pode ficar apenas 1 hora por dia por questões de preservação.

Quando cheguei lá, eu me distanciei de todos, andei por volta de 1 Km, foram uns 25 minutos andando em direção a foz, andei tanto que ao olhar para trás eu não encontrava mais ninguém, era apenas eu em um momento comigo mesmo, um momento totalmente sozinho que eu acho que nunca tive na minha vida, como se eu fosse o único ser humano na face da terra naquele momento.

Andei até que cheguei ao mar. Não havia uma nuvem sequer no céu aquele dia. O mar estava agitado.
Cheguei até onde a areia era úmida, fechei meus olhos e foi neste momento que uma onda daquele mar rebelde acertou meus pés.

Eu senti uma coisa que eu jamais senti na minha vida, e duvido que sentirei igual novamente. Senti uma coisa inexplicável, foi a melhor coisa que já senti em toda a minha vida... foram alguns segundos de paz absoluta, com a mente totalmente livre de qualquer pensamento.

Decidi voltar, afinal eu havia andado bastante, e estava muito longe do meu grupo. Voltei.

Foi naquele dia que eu descobri que a paz absoluta é o sentimento mais difícil de ser sentido, porém eu tive este privilégio.

Minha vida mudou a partir daquele momento, pois decidi a vida que eu quero para mim.

João.

sexta-feira, 17 de fevereiro de 2012

5inco coisas que mudaram a minha vida - Dia 03 - Estudos

Eu não sabia o que era estudar até entrar em um curso pré vestibular. Deus. Como eu estudei. Estudava de manhã, de tarde, de noite, de madrugada, no trabalho, no ônibus, na biblioteca, no meu quarto, e mesmo assim não passei no vestibular.

Quando me matriculei, não era questão de passar ou não. Era questão de aprender, e realmente todas as aulas que eu tive só me mostraram o quanto eu não sabia. E eu estudei, me matei, mas em uma hora difícil e na hora mais importante, eu perdi o foco. Infelizmente não deu certo. Então eu tentei de novo, e de novo, e nada. Eu poderia pensar que estudar em uma universidade pública não é pra mim, mas eu sei que é muito pra mim. E na melhor hora eu irei passar, o que não posso é desistir e não o farei.

As vezes fico pensando: Porque eu fui fazer cursinho se eu não sabia nem o que era universidade pública? Não obtenho resposta. Para aqueles que acreditam em destino, talvez tenha sido isso, e para os que preferem dizer que foi Deus, eu também acredito muito que tenha sido. Só tenho que agradecer.

O Cursinho da Poli só me proporcionou crescimento. Eu conheci as melhores pessoas do mundo lá. Não é exagero.
Se eu toco violão hoje, é porque um grande amigo, que eu conheci lá, me ensinou. Eu nunca teria tocado para mais de 30 pessoas ouvirem se não fosse o Cursinho. Conheci pessoas tão diferentes lá, diferentes de mim, da minha família e dos meus amigos. Em contrapartida conheci outras tão iguais a mim, tão parecidas. Eu me conheci lá, me encontrei, por mais perdida que eu ainda esteja. Aprendi a beber, a fumar, a não beber e a não fumar. Naquele ambiente eu consegui sentir o amor reinar, eu vi o amor nascer, crescer e se reproduzir, lá jamais eu o veria morrer, jamais alguém verá.

Ouvi tantas histórias, vi tantas acontecerem, outras eu só ouvi mesmo. Fiz projeções, fui projetada. E sai viva de tudo isso. Nenhum lugar pode ser melhor do que lá. Tudo bem que eu penso isso hoje, sei que amanhã meu pensamento será outro, só quero aproveitar enquanto meu pensamento é esse. Agradeço a esse lugar mágico que é o Cursinho da Poli, obrigada por ter mudado a minha vida mais do que eu posso explicar.


Jessica Mota Fernandes

AVISO

Leitores que acompanham o blog. Obrigado por isso!

Aviso que nos dias do carnaval não terei acesso ao Blog, assim não conseguindo dar continuidade ao projeto "5inco coisas que mudaram a minha vida". Meu dia 03 será postado na Quarta-Feira!
Obrigado!

João

Faço das palavras do João as minhas, viajarei para um lugar onde não tem internet, mas tentarei escrever no meu caderno para depois transpor para cá .) Só que no meu caso só vale para o dia 4 o dia 3 farei hoje =)
Curtam o carnaval.

Jessica

5inco coisas que mudaram a minha vida - Dia 02 - 2008

É tão difícil pensar em coisas que mudaram a minha vida...
Nesse 2º dia de projeto pensei em um ano... um ano que foi péssimo, o pior de todos em 20 anos, mas se eu não tivesse passado por ele eu não teria metade das coisas que tenho hoje.

Para começar, foi em 2008 que fiquei doente do pior jeito que eu já fiquei na minha vida. Enjoos, vômitos, dores, insonia... por vários dias seguidos sem que os sintomas dessem uma trégua, e foi a partir disto que hoje, de tempos em tempos minha gastrite me surpreende.

Eu estudava em uma escola ótima, com um ensino de qualidade, tinha fiéis amigos (alguns até hoje), porém certo dia encontrei meu nome na lista de aprovados no concurso público para aprendiz da Sabesp.
Eu tive que sair desta escola, me distanciar dos meus únicos amigos na época, fui para escola em que o ensino era uma droga, e um lugar em que não fiz amizade com ninguém... só de lembrar que tive que passar com isso me da raiva.

Foi também em 2008 que sofri um assalto... eu nunca tinha sofrido assalto na minha vida, foi um momento horrível... para fechar o ano bosta de 2008 com chave de merda.

Ok... mas como todos esses acontecimentos ruins contribuíram na minha vida?

Se eu não tivesse trabalhado na Sabesp, não teria conhecido meus melhores amigos, em especial a minha parceira que eu amo Jessica. Se eu não tivesse trabalhado lá, talvez eu não estaria sendo hoje um funcionário público trabalhando com pessoas que eu adoro, eu não estaria cursando Biomedicina, porque eu não teria conhecido a pessoa que comentou comigo sobre esse curso.

Enfim, se eu não tivesse perdido tanta coisa que eu amava, eu também não teria conquistado tanta coisa que eu também amo.

O assalto que eu sofri me fez ver que a humanidade esta perdida, e que vivemos em um mundo que nunca irá usufruir de paz... de certo modo, amadureci com isso, de um jeito peculiar e bem pessoal, me fez crescer como ser humano, a aproveitar o melhor das pessoas e repudiar o pior delas, ou inclusive repudia-las como um todo se para mim o convívio não é algo construtivo.

Enfim, apesar deste texto estar um pouco confuso para quem lê, e isso não me surpreende porque só eu sei o quanto esses acontecimentos me mudaram, a conclusão é: Se eu tivesse desistido de tudo, se eu me recusasse a deixar de passar por tudo o que aconteceu em 2008, hoje eu não teria as melhores coisas do mundo. Não tenho todas as melhores coisas do mundo, mas tenho poucas que para mim são suficiente para ser feliz.

2008, o pior ano da minha vida, que me proporcionou as melhores coisas da minha vida.

João

5inco coisas que mudaram a minha vida - Dia 02 - Aprendizado

Como é difícil escolher só algumas coisas que mudaram minha vida, mas vamos lá.

O primeiro emprego com toda a certeza muda a vida de muita gente, e a minha mudou da água para o vinho. Eu sempre briso ao pensar que se eu não tivesse ido para aquela escola, conhecido aquelas pessoas, e tido aula com aquela professora, eu nunca teria conseguido aquele emprego, não mesmo.

Eu fui estudar em uma escola próxima a minha casa, porque a escola que eu estudava era longe e como a perueira que me levava não iria mais levar crianças para aquela escola, minha mãe e meu pai preferiram me colocar numa escola de merda do que me deixar ir de ônibus, isso até hoje me deixa mal quando lembro, mas eu não estaria aqui neste momento se isso não tivesse acontecido. Nessa escola eu conheci umas pessoas que colocaram em minha mão a oportunidade de um concurso público, eu agarrei com todas as forças e fui trabalhar na Sabesp como aprendiz. E é por culpa, ou melhor, e é graças a esse emprego que muitas coisas aconteceram, mas vou guardar para os outros posts.

Trabalhando na Sabesp eu conheci o João, meu parceiro no blog. Vocês têm noção? Se eu não tivesse trabalhado lá, este blog não existiria, todos esses escritos seriam apenas pensamentos ou nem isso. Talvez eu não tivesse descoberto na escrita um abrigo. Não me imagino sem escrever, não mesmo. Trabalhei como aprendiz por 2 anos, e no meu primeiro ano de trabalho eu comprei um violão, não pra mim, mas para a minha irmã. Ela nunca aprendeu a tocar e eu me esbaldei, a minha escrita e o meu tocar do violão andam lado a lado.

Meus melhores amigos só o são graças a esse aprendizado, sabe, eu poderia escrever que aprendi a trabalhar, a honrar meus compromissos, a gastar o meu dinheiro, mas o que eu aprendi foi maior, e o que eu ganhei não tem tamanho.

Só sou quem sou e tenho o que possuo graças as escolhas que fiz.


Jessica Mota Fernandes

quinta-feira, 16 de fevereiro de 2012

5inco coisas que mudaram a minha vida - Dia 01 - Um dia

Fiquei um tempão pensando em o que escrever nesse 1º dia... na verdade, no que escrever nesses 5 dias! Mas tudo bem, vou começar por aquilo que eu acho que mudou um pouco sim a minha vida... talvez esse seja um acontecimento que aconteceu com a grande maioria dos adolescentes, pode, quem sabe, ser algo fútil para alguns, mas para mim não foi.

O 1º beijo.

Lembro exatamente do dia que aconteceu, quando e onde, mas isso é um segredo meu.

Não foi com uma menina legal, mas foi com quem eu gostava.
Bem, eu não gostei do meu 1º beijo... não foi legal! E depois que isso aconteceu nunca mais vi a menina com quem isso aconteceu.

Mas como isso mudou minha vida?

Não sei explicar... mas foi um passo para que eu criasse um pouco mais de maturidade.
Talvez esse acontecimento também tenha contribuído para que meus sentimentos no geral sejam tão platônicos... o que é uma coisa boa... mas ao mesmo tempo ruim.

Acho que pelo fato do 1º beijo ter sido ruim... tenho muito aquela ideia de "antes só do que mal acompanhado"... mas todo aquele contexto platônico que esse mesmo beijo criou, também tenho uma ideia muito elucidada de respeito, e de responsabilidade em um relacionamento... e que em um relacionamento, o essencial é o respeito mútuo.

Não foi uma mudança drástica na minha vida! Poxa, eu só tenho 20 anos! Se eu viver bastante, ainda terei muitos outros acontecimentos que mudarão minha vida... mas até o momento, acho que esse acontecimento é ideal para eu iniciar esta lista!

João.

quarta-feira, 15 de fevereiro de 2012

5inco coisas que mudaram a minha vida - Dia 1 - O princípio

Bom, olá.
Inicio este projeto pelo começo de tudo, o princípio.

Toda e qualquer escolha que tomamos em nossa vida a muda para sempre, e considerando que este sempre não existe, nossas vidas mudam apenas até onde quisermos, ou não.
A primeira mudança que de fato mudou a minha vida e me mudou como pessoa, foi a minha entrada em um curso profissionalizante de nome ESPRO, tudo que acontecera comigo até a entrada neste curso, foi apenas um ensaio.

Lá eu aprendi a me conhecer, a saber quem eu era.

Eu sempre fui uma criança muito tímida, tímida mesmo, ao extremo. Eu tinha vergonha de comprar uma bala sozinha, tinha vergonha de olhar para as pessoas na rua, eu tinha vergonha até de dizer oi. Mas eu era uma tímida diferente, ao invés de eu me esconder atrás de mim mesma, eu me escondia atrás do ser engraçado que existia dentro de mim, eu usava de piadas e palavras engraçadas para fazer amizades e driblar a timidez, só que vez ou outra a vida me pregava umas peças. Por exemplo quando as professoras me pediam para ler em voz alta, responder uma pergunta ou até mesmo anotar o nome dos bagunceiros. Eu tinha muita vergonha.

E foi fazendo esse curso, já na adolescência, que eu aprendi a falar em público (não que eu seja muito boa nisso, mas melhorei bastante)
O ESPRO me propôs aprendizados novos, me ensinou a fazer uma capa de trabalho, me ensinou a pensar e a ser responsável, o aprendizado mais importante que tive nesse curso.

Eu realmente mudei, aprendi a andar de ônibus, andar de metrô, conheci lugares novos, tive contato com papéis de escritórios, conheci escritórios, aprendi como uma empresa se organizava, soube trabalhar em equipe, conheci pessoas, tive amigos e também a minha primeira paixão. Foi tudo muito intenso naquele ano, 2007, eu com 16 anos e aprendendo TUDO de uma só vez. Sobre o amor eu aprendi que nem sempre que amamos, somos amados, e sobre a vida descobri que por mais que sejamos bons, nunca somos bons o suficiente.


Jessica Mota Fernandes

segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012

.




5inco coisas que mudaram a minha vida


5INCO



- 5inco dias

- 5inco textos

Explicações sobre atitudes e momentos que mudaram nossas vidas para o resto da nossa 

existência.




Dia 1 – O princípio  by Jessica
Dia 1 –
Um dia  by João
Dia 2 –
Aprendizado  Jessica
Dia 2 –
2008 by João
Dia 3 –
Estudos by Jessica 
Dia 3 – A Foz by João
Dia 4 – Faculdade by João
Dia 4 – O show by Jessica
Dia 5 – Amizade by João
Dia 5 – A garota by Jessica

sábado, 11 de fevereiro de 2012

Hora de decidir

Penso eu, que muitas pessoas na vida chegarão a um momento de decisão.
Decidir o que, literalmente, fazer da vida.
Status, dinheiro, comodidade, felicidade, estudo...
Acabei de passar por isso... e ao assistir um entrevista de Clarice Lispector à TV Cultura no ano de 1977... faço aqui algumas palavras dela, as minhas:

A entrevista você pode encontrar no Youtube.


"Eu não sou profissional, eu só escrevo quando eu quero. Eu sou amadora e faço questão de continuar sendo amadora. Profissional é aquele que tem uma obrigação consigo mesmo, de escrever, ou então com o outro, com relação ao outro. Eu faço questão de não ser profissional... para manter minha liberdade"



João.