quarta-feira, 22 de fevereiro de 2012

5inco coisas que mudaram a minha vida - Dia 03 - A Foz

Neste projeto, fico o dia todo pensando o que escrever... nos dias de carnaval até cheguei à pensar o que escrever hoje, mas esqueci tudo... a ideia vem sempre na hora... rs.. e o que vou escrever hoje, realmente foi algo que mudou minha vida.

Passei a ser uma pessoa deísta ao extremo... temo à Deus... mas não sigo nenhuma religião.
Acredito na energia humana... energias boas, ruins, que os pensamentos tem uma força poderosa, que alguns sentimentos são premunitivos... enfim, esta é só uma introdução para que minha história não seja tão confusa, porque como eu disse em um texto anterior, talvez não entendam como as coisas que conto mudaram de fato a minha vida, porque só eu sei a evolução que causaram.

Minha maior infelicidade é não lembrar o dia exato do acontecimento, mas lembro a semana... e vendo em meus arquivos posso relembrar o dia.

Foi na 2ª semana de Dezembro de 2009.

Visitei a foz do Rio São Francisco na divisa de Sergipe com Alagoas.
Um lugar literalmente deserto, onde para onde quer que você olhe você só vê areia e alguns "oásis", onde o turista pode ficar apenas 1 hora por dia por questões de preservação.

Quando cheguei lá, eu me distanciei de todos, andei por volta de 1 Km, foram uns 25 minutos andando em direção a foz, andei tanto que ao olhar para trás eu não encontrava mais ninguém, era apenas eu em um momento comigo mesmo, um momento totalmente sozinho que eu acho que nunca tive na minha vida, como se eu fosse o único ser humano na face da terra naquele momento.

Andei até que cheguei ao mar. Não havia uma nuvem sequer no céu aquele dia. O mar estava agitado.
Cheguei até onde a areia era úmida, fechei meus olhos e foi neste momento que uma onda daquele mar rebelde acertou meus pés.

Eu senti uma coisa que eu jamais senti na minha vida, e duvido que sentirei igual novamente. Senti uma coisa inexplicável, foi a melhor coisa que já senti em toda a minha vida... foram alguns segundos de paz absoluta, com a mente totalmente livre de qualquer pensamento.

Decidi voltar, afinal eu havia andado bastante, e estava muito longe do meu grupo. Voltei.

Foi naquele dia que eu descobri que a paz absoluta é o sentimento mais difícil de ser sentido, porém eu tive este privilégio.

Minha vida mudou a partir daquele momento, pois decidi a vida que eu quero para mim.

João.

Um comentário:

Somos gratos pelo seu comentário, comente sempre, isso nos ajuda a saber nosso progresso na escrita.

Obrigado