quinta-feira, 29 de março de 2012

500 cartas para ela - Dia 34 - A bêbada mais linda

Querida N.P

Eu nunca te vi tão bêbada como no dia do meu aniversário, é até engraçado lembrar...

Você estava se perdendo com as palavras. A sua boca já não acompanhava seus pensamentos. Você estava muito bêbada, tá, não tanto a ponto de se esquecer de tudo que acontecera naquele dia não é?

Aiai...

Esse estado ébrio é gostoso né? Se bem que naquele dia eu não pude aproveitar muito, pois estava o tempo todo pensando em te falar algumas coisas, em fazer outras e também não parava de pensar na sua reação.
Eu pensava: Vou beber mais esse copo dai eu falo pra ela, kkkkkkkkkkkkkk. Foi então que falei, mas se você tivesse visto a sua expressão quando falei das cartas... Teria rido ou ficado preocupada.
Foi apavorante, se eu pudesse voltar no tempo eu não teria te contado, não naquele momento.

Seus olhos não conseguiam olhar para os meus, na verdade eles não olhavam nem para os seus. Você estava fora da sua estrada, estava sem direção. Sinceramente eu não esperava que o meu contar teria aquele efeito sobre você, eu não esperava a sua surpresa. Foi impressionante para mim, tão impressionante que chegou a ser engraçado, não sei se a cerveja colaborou para tal reação sua, depois você me conta se sim.

Você disse que achava ser muito para você, mas eu não concordo. O que são vinte e tantas cartas? O que são quinhentas cartas? O que são palavras escritas comparadas a sentimentos que poderiam ser demonstrados e vividos ao seu lado?

Fica pra gente pensar...

Com carinho
Jessica Mota

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Somos gratos pelo seu comentário, comente sempre, isso nos ajuda a saber nosso progresso na escrita.

Obrigado