quinta-feira, 1 de março de 2012

500 cartas para ela - Dia 6 - Sem paixão

Boa noite minha linda (haha, falei igual a uma amiga minha agora) esses dias eu li uma carta do Zinho Policastro que me fez pensar. Na carta dele dizia que quando ele soube do projeto só pensou em uma pessoa como destinatário, eu fiquei muito impressionada. Preciso confessar que comigo não foi bem assim.


Eu pensei em algumas outras garotas, na verdade eu pensei só em mais uma, mas essa por mais merecedora das minhas palavras, já se desfez delas há algum tempo. Um único adeus as vezes é um adeus para a vida inteira. Você em contrapartida sempre se mostrou atenta aos meus escritos, tudo bem que ela já tenha se mostrado atenta algumas vezes, mas essas vezes foram a meu pedido e a interesse dela. Sem contar que eu sou bem mais admiradora sua do que dela.

Enfim, descobri o verdadeiro sentido da junção entre as palavras admiradora e secreta, isso é apenas e tudo que fui de você durante algum tempo, também fui amiga é claro, mas do que adianta a amizade quando o que se quer é sempre mais? Do que adiantam conselhos quando não se vive lado a lado trocando momentos de apoio com ser apoiado? Do que adianta viver e não ter você comigo?

As vezes me sinto uma fingida, uma mentirosa. Como se minha paixão já não existisse mais, mas eu sei que você é uma das mulheres que me mantem apaixonada, sei que por mais que minhas palavras possam parecer irreais, elas estão aqui, e por mais que o meu sentimento pareça não existir, ele existe e está aqui adormecido dentro de mim, esperando um olhar, um sorriso, ou apenas uma palavra escrita para despertar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Somos gratos pelo seu comentário, comente sempre, isso nos ajuda a saber nosso progresso na escrita.

Obrigado