quinta-feira, 5 de abril de 2012

500 cartas para ela - Dia 41 - De tudo que me vem, agora

Cara N.P

Ontem um amigo nosso me perguntou qual termo eu preferia: gay, lésbica ou sapatão. Bom, eu disse que tanto fazia, mas acho o termo gay um pouco mais fofo do que os outros, embora todos sejam bons termos na minha opinião, o que pega mesmo é o jeito que cada pessoa fala, você não concorda? Por exemplo, eu tenho primos que me chamam de sapatão de um modo super hiper carinhoso, por mais chulo que possa parecer, em contra partida existem pessoas que falam a palavra lésbica com um super medo de agredir o ouvinte, ou com um super ar de descaso, o que me deixa imensamente com raiva (consegue me imaginar com raiva? Espero que sim, é que muitos não conseguem).
Não devemos ter medo de usar as palavras quando sabemos seu verdadeiro significado, tudo bem que quase nunca a gente sabe, mas...
Aliás, sabe algo que eu acho engraçado? Note:

- Se você me chamar de lésbica, eu não vou dizer que isso é mentira, mas eu também nunca te disse que isso é verdade.

Entende?

Conversando com esse nosso amigo em comum, ele me disse achar que tu és lésbica, eu discordei, disse que tu ainda encontraria o homem da sua vida. Ei N.P, é estranho ou te incomoda saber que falam sobre você? Depois tu me responde.

Por hoje é isso, só uma conversa em forma de desabafo, boa noite e durma bem.

Da menina apaixonada,
Jessica Mota


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Somos gratos pelo seu comentário, comente sempre, isso nos ajuda a saber nosso progresso na escrita.

Obrigado