terça-feira, 17 de abril de 2012

500 cartas para ela - Dia 53 - Auto-suficiência

Querida N.P

Eu queria ser auto-suficiente, precisar de ninguém sabe? Eu queria ser feliz só comigo e que assim fosse para sempre. Dai então eu moraria sozinha, não teria como amor idealizado nenhuma pessoa especial e mesmo assim estaria bem. Mas não deve ser possível encontrar a felicidade desse jeito, que graça iria ter? Imagina: Você em uma vida solitária na qual todos os seus dias seriam vazios. Não sei você, mas eu não aguentaria, eu preciso do amor, eu preciso de amor, preciso dar amor. E escrever é uma maneira que encontro para dar esse amor, mesmo que ninguém leia, mesmo que você não leia, eu estou aqui todos os dias transpondo o meu amor em palavras, venho aqui para acarinhar-te com minhas frases, é como um presente para você, só para você e mais ninguém. Isso ultimamente, pois antigamente eu costumava acarinhar outras pessoas com versos e prosas...
Então eu descobri que ninguém é suficiente para mim. Ninguém é merecedor de uma chance, não adianta ser bonita, legal, inteligente, simpática, não adianta gostar de mim, só adianta ser você. Nem que eu consiga tudo, nem que eu conquiste todos, sempre faltará você. Só espero que esse sempre não seja para sempre.

Com amor,
Jessica Mota

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Somos gratos pelo seu comentário, comente sempre, isso nos ajuda a saber nosso progresso na escrita.

Obrigado