quinta-feira, 12 de julho de 2012

30 Days Letter Project II - Dia 1 - Seu melhor amigo


Garoto do livro,

A nossa amizade já dura muito tempo e hoje não tenho dúvidas de que ela será eterna, até a morte e depois dela, estaremos nós a conversar, eu a ler seus livros, você a ouvir minha músicas, eu a cifrar algumas suas, mas sempre e sempre um estará apoiando o outro em tudo e qualquer coisa.
Cara, pra tudo que você precisar de mim, serei seu chão, seu conforto, sua base, seu riso, serei o que tu necessitar que eu seja. Te quero aqui comigo sempre, por sms, por facebook ou pessoalmente (prefiro), do jeito que for, te quero comigo.
Juntos já fizemos algumas coisas das quais não me envergonho e até tenho vontade de fazer novamente, mas seria conveniente? Não sei. Fica o convite para quando a vontade vir.

Estamos passando por uma fase de distanciamento, eu não sei bem sobre as suas novidades, sobre o seu coração e você sabe de mim tanto ou menos do que eu sei de você. Entenderei se tu dedicar sua carta de melhor amigo para outra pessooa, sinta-se a vontade, mas é que eu realmente não me imagino escrevendo esta carta para outro alguém, não tive nenhuma relação tão (intensa não seria a palavra correta) forte sabe? Eu vivi contigo muitos momentos de paixões e isso une, atrai, move. O meu desejo mais profundo para com a tua pessoa é de que tu seja feliz no amor e sei que será. Na hora certa, no dia mais estável, tudo se encaixará e a sincronização será perfeita.

Amo-te muito João, do fundo do meu coração, sinto falta de você e a falta a qual sinto é bem aquelas que a gente pode até estar junto, mas continuarei sentindo... Falta do tempo que nos víamos com mais frequência, que colávamos nas provas, dormíamos nas aulas, ríamos dos professores, trocávamos mensagens a menos de um metro de distância, tirávamos fotos quase sempre, com direito a robert e tudo, tínhamos uma amizade invejada e isso me faz achar e ter quase certeza de que a nossa amizade é melhor do jeito que ela é hoje. Poucas pessoas sabem que somos amigos e as que sabem nem dão muita importância, isso é bom. Não nos faz ter a obrigação de demonstrar nada a ninguém, nossa amizade apenas é como é. E está ótima assim pra mim.

Pode tudo mudar, pode o vento parar, mas eu nunca vou deixar de te querer como meu amigo, meu melhor amigo.

Com muito amor,
Jessica Mota.

 P.s. Eu te Amo muito.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Somos gratos pelo seu comentário, comente sempre, isso nos ajuda a saber nosso progresso na escrita.

Obrigado