domingo, 26 de agosto de 2012

por Jessica Mota



Sinto-me muito mal, extremamente infeliz. Acabo de desligar todos

os objetos elétricos que têm aqui em casa, eles me sufocam; me

atrasam. Sinto como se fosse a hora de eu limpar todas as minhas

gavetas, elas estão muito bagunçadas. Eu tenho tanto o que fazer e

não faço nada. Preciso repensar, preciso reordenar a minha vida;

rever minhas prioridades. Eu nunca soube o que eu queria, mas

agora sei bem menos. Quero uma vida mais calma, com

nenhuma correria, eu quero paz. Preciso começar a criar a minha

própria história, criar, criar mais. Sinto a necessidade de jogar

objetos fora, de ser mais ativa em minha existência, logo não

terei oportunidade alguma de fazer coisa alguma.

Hoje é o dia em que tenho de começar a fazer o que eu penso em

fazer, o que eu quero fazer, vou apertar o play: Pl...

terça-feira, 21 de agosto de 2012

Eu mentiria.

Agora eu sei que são nas quintas que você aparece
Sei que na última você nem lembrou de mim
Mas tentei prestar a atenção em seus olhos, pois esqueci suas cores

Você já se apaixonou alguma vez?
E seria muito difícil isso ser pra mim.
Mas torço pro universo estar errado

Eu acho que nunca passei pela sua cabeça
Como você sempre passa pela minha

Você contava piadas sem graça
Eu fingia que encontrava alguma
Então eu abria um sorriso

Meu primeiro pensamento quando acordo é totalmente previsível
Então me levanto, me arrumo e rezo por um milagre

E eu sei que sua cor favorita é azul, que não gosta muito do que faz,
gosta de ver o canal 51 pela manhã, que nasceu durante o inverno

Então te vi passar

E se me perguntarem se te amo... eu mentirei.


JOÃO

quinta-feira, 16 de agosto de 2012

O amor é algo totalmente destrutivo.
Como um sentimento tão fascinante e requisitado pode ser tão massante?

Porque o amor é quase sempre impossível?
Porque alcançá-lo parece tão difícil e quando alcançado muitas vezes se mostra irreal?

Porque eu te amo de modo incansável e me destruo por dentro?
Porque eu te amo se mal sente o que eu sinto, se mal sabe que sinto?

Porque eu te amo se não sentes o mesmo? Não posso lutar por algo inexistente.

João.

sexta-feira, 10 de agosto de 2012

30 Days Letter Project - Dia 30 - Seu reflexo no espelho

Garota que irrita qualquer um,

Às vezes acho que você continua a mesma besta de sempre, ainda parece aquela garotinha dentuça que ficava irritando o seu irmão, dizendo "oiii eu sou a lala e ele é o caderudo..." É cara, você realmente não mudou nada e eu fico feliz por isso, olhe pra trás, lembra-se de quantas pessoas já te disseram para nunca mudar? Lembra-se? Eu me lembro, foram muitas e veja só, você não mudou, continua a mesma bobona, que bom.
Em algumas coisas você mudou muito - concordamos - você agora me parece mais madura, com um coração mais fechado, é Jéssica, é isso que o tempo e as pessoas fazem com a gente né? Somos obrigados a construir uma armadura de proteção. Muitas pessoas que te conhecem hoje, talvez não notem que essa armadura existe, mas é porque elas não te conheceram antes, eu já te conhecia naquela época, eu bem sei muito sobre você.
Você é uma pessoa realmente especial, abençoada por Deus e com muita sorte. Só te falta mesmo é foco, olha lá, está vendo aquele ponto vermelho? Lá está o seu objetivo, ou o que você acha ser... Que seja, se tem que fixar lá, manja? Sem bares, sem garotas... Acho que esse meu discurso já tá furado, parece o mesmo que fiz há uns meses. Tudo bem...
Jessica, seja forte, tenha o sangue frio nessa reta final, sei que isso não é de você, mas é só por um tempo, depois tudo vai ficar melhor, eu sei que você não sabe o que quer, porém te darei um conselho. Escolha um curso, qualquer um deles e faça. Você pode, sabemos disso, foca e vai com tudo, ainda dá tempo, você só não pode esquecer de uma coisa: A vida é mais!

Com muitississíssimo amor,
Jessica Mota

quinta-feira, 9 de agosto de 2012

30 Days Letter Project - Dia 29 - A pessoa pra quem você quer dizer tudo, mas tem medo

Eu queria...

Loirinha chata,

Eu queria, como disse, queria te dizer muita coisa. Eu achava que você queria ouvir o que eu tinha pra dizer, mas descobri que não quer, infelizmente não quer. No início fiquei triste por isso, mas  agora já estou me acostumando com a ideia de que somos completamente opostas, nunca daria algo certo entre a gente, jamais daria.
Sabia que eu quase me apaixonei por você? Pois é, o apaixonar estava carregando, mas eu não deixei baixar 100%, não deixei, eu pausei bem nos 70% eu acho. Cara, eu estava muito envolvida, você não sabe o quanto, mas quando tu me disse que estava apaixonada eu surtei, fiquei pensando "como assim? Não por mim?" Achei que você ao menos gostasse de mim e que logo se apaixonaria também, mas não foi assim que aconteceu. Você sorria e quem sofria era eu, bom, não é que eu tenha sofrido, não foi pra tanto, porém eu fiquei realmente muito triste.
Eu era tão feliz por gostar de você, você não faz noção do quanto, as vezes eu ligava o pc só pra ver aquela foto do heart-pisca. Eu sorria olhando, eu sorria trocando sms com você, sorria até vendo merda no vaso. Amor é mesmo uma bosta né. Mas agora está tudo bem, só queria te dizer que senti algo muito forte por você, com potencial de ser amor e de te fazer feliz, desculpa por qualquer coisa e obrigada.

Com amor,
Jessica Mota

quarta-feira, 8 de agosto de 2012

30 Days Letter Project - Dia 28 - Alguém que mudou sua vida

Professora Marlene,

Vez e outra eu me pego pensando no rumo da vida, nas mudanças... Você mudou a minha vida professora, mudou meu sentido e a minha direção. Eu seguia para o lado o qual eu queria ir, mas sem você eu sei que não iria conseguir, daria um giro louco de noventa graus e pararia em algum lugar que não sei onde, talvez eu estivesse em uma condição melhor do que a que estou hoje, todavia eu não teria passado por tudo que passei, não teria aprendido as coisas que aprendi, eu certamente não seria eu, seria alguém melhor ou pior, mas não seria assim.
Muito obrigada pela oportunidade que me deu, obrigada mesmo, de coração, da até vontade de chorar, você foi tão boa comigo, tão legal. Não quis nada em troca, só queria me ensinar, só queria que eu aprendesse. Aiiii, sou infinitamente grata.
Espero que a senhora ainda esteja viva, que ainda esteja lecionando e que seja feliz, mando-te energias boas fessora, espero que sinta. Eu quero ser muito grande e quando eu crescer ainda lembrarei-me da senhora, de tudo que fez por mim. Obrigada.

Agradecida,
Jessica Mota

terça-feira, 7 de agosto de 2012

30 Days Letter Project - Dia 27 - A pessoa mais simpática que já conheceu apenas por um dia

Moço do busão,

Você chegou em mim com aquele seu jeito do interior, como se todo mundo fosse amigo e eu entrei no seu mundo, te ouvi, me falei, foi legal. Você é um bom rapaz, muito simpático, provavelmente a gente nunca mais se veja, porém eu sinceramente desejo o melhor para você, desejo que você passe naquela prova que me contou, que cuide muito bem dos seus pais, eles parecem te amarem muito. Seja sempre um bom filho, deixe seus pais orgulhosos, isso faz bem, faz feliz por um curto período de tempo, mas felicidade é felicidade.
Algumas pessoas me dizem que eu não devo conversar com estranhos, mas eles são tão legais, já ouvi algumas boas histórias de pessoas que jamais voltarei a ver e pra mim é muito bom, eu gosto muito, acho que vale muito a pena, com a história dos outros, de qualquer outro, a minha história muda.
Obrigada por mudar minha história e felicidades cara, tudo de bom, boa sorte.

Com carinho,
Jessica Mota

segunda-feira, 6 de agosto de 2012

30 Days Letter Project - Dia 26 - A última pessoa com quem fez uma promessa daquelas de "cruzar os dedos"

Não ando tendo contato com muitas pessoas ultimamente, não desses de ter a oportunidade de conversar muito e fazer uma promessa. Mas lembro de uma,,,

Gata,

Sei que sempre prometo coisas para você e não cumpro e sei também que já fiz essa promessa várias vezes, contudo quero aproveitar a oportunidade para reforçá-la
Farei aquilo, eu conseguirei, sei que conseguirei, admito que não tenho certeza como já tive, mas estou numa fase muito ruim, só você pode me compreender, me entender. Agora é muito por orgulho sabe, não é pela faculdade, nem pelo curso, é mais pelos meus pais, é mais por mim.
Prometo, eu vou conseguir.

Apenas,
Jessica Mota

domingo, 5 de agosto de 2012

30 Days Letter Project - Dia 25 - Quem você sabe que está passando por um momento difícil

Infelizmente conheço muitas pessoas que estão passando por um momento ultra difícil, fica até complicado escolher, pó-rém...

Eliene,

Cara prima do meu pai e, consequentemente, minha também, sinto muito por tudo que vem acontecendo em sua vida, não tá sendo fácil né? Eu sei. Ter derrame e sobreviver é quase ganhar uma nova chance de Deus, uma nova vida.
Bom. eu queria poder te ajudar de alguma forma, te ajudar a voltar a ler... A escrever... Mas não é possível.
Quero dizer-te que tudo ficará bem, você é inteligente, vai reaprender rápido, vai voltar a andar direitinho e tudo vai ficar bem, tá tudo bem. E precisando você sabe que a minha família sempre está e estará aqui para você e por você, eu posso não poder ajudar muito, mas transmito toda essa energia aos meus pais e sei que eles te ajudarão, assim como ajudam e mais.
Ei, calma. Respire fundo, fique tranquila. Sei que você não pode beber e nem fumar, sei que faz mal, mas sei também que te faz feliz, então vou dizer, apoio.
Tudo voltará a ser como era antes, talvez fique até melhor. Só tenha paciência.

Carinhosamente,
Jessica Mota

sábado, 4 de agosto de 2012

30 Days Letter Project - Dia 24 - Quem te deu sua memória favorita

Tiveram alguns dias da minha vida, que ao chegar no final deles pensei: - Nossa, esse foi o melhor dia da minha vida, e tiveram outros como esse que eu não pensei nada, ele apenas foi o que foi sem querer chamar atenção.

Pessoar,

Uma noite em uma praça e pronto... Foi o suficiente para aquela data se tornar memorável e inesquecível. Eu curti demais, curti vocês, curti o céu, que estava tão lindo, mas tão lindo que eu nunca irei esquecer, eu nunca tinha visto o céu nublado de noite. Curti muito aquele momento, conscientemente não me lembro de quase nada, de nenhuma palavra ou frase, mas tenho fotos em minha mente, engraçadas e belas.
Aquele dia teve um embebedar diferente, eu me senti tão livre, não foram muitos goles, não foram exagerados, foram apenas suficientes. Suficientes para eu me sentir suficientemente bem, ano passado foi tão longo e passou tão rápido, foi tão bom e tão ruim, me senti tão mal e tão feliz, que estranho.
Quero bis, quero de novo mais uma vez, viva a praça do pôr do sol que é bela mesmo depois do sol já ter se posto.

Amo vocês,
Jessica Mota

sexta-feira, 3 de agosto de 2012

30 Days Letter Project - Dia 23 - A última pessoa que beijou

Droga, queria tanto ter beijado alguém após essa última pessoa quem beijei, se não isso, queria ao menos escrever para a penúltima, mas...

Garoto do abadá,

Infelizmente você foi a última pessoa quem beijei e foi péssimo. Sei que jamais nos veremos novamente e agradeço a Deus por isso, nosso beijo não se encaixou nem ao menos minimamente. Duas cabeças para a direita, ops, língua agora? Ops, paro? Continuo? Você nunca tinha beijado antes? Será que foi tão ruim assim pra você? Diabos, aquele beijo só aconteceu para que esta carta fosse escrita, só pode, que outro motivo haveria?
Bom, não quero te agradecer por nada, só quero pedir desculpas por eu ter te beijado, mas desculpas a mim mesma, porque você... AAAA quem se importa com você? Hunf'. E queria te xingar também, você não passa de um filhinho de putana, cara, eu te beijei, você deveria ter me dado o abadá...

Indignadamente,
Jessica Mota

quinta-feira, 2 de agosto de 2012

30 Days Letter Project - Dia 22 - Alguém a quem quer dar uma segunda chance

Kátia, (Eu ia escolher uma ex-amiga, mas talvez se a vontade de dar uma segunda chance, viesse a ser concretizada, não valeria a pena, então...)


Você talvez não entenda o motivo dessa tal segunda chance, sei que nunca brigamos, nunca se quer nos desentendemos, mas essa segunda chance eu queria ter a oportunidade de te dar, para com a amizade de uma outra amiga nossa... A Lídia.
Ela tomou as minhas dores sabe, por algo que você fez e que nem doeu em mim, não antes, não quando eu não sabia a dor da Lídia, mas agora dói. O que você fez é realmente algo que não se faz, percebi isso quando ouvi outra versão sobre o assunto. Kátia, eu gostava dele, amava. Você talvez não, mas a Adriana também era apaixonada pelo mesmo cara, como você pode? Foi só sexo eu sei, não teve nem paixão, nem carinho, foi só por corpo. Pensando assim eu fico com nojo, desejo de dar outra chance para com a Lídia e para comigo, não sei se a Lídia vai querer te dar, mas eu dou por ela, aproveite.

Atenciosamente,
Jessica Mota.

quarta-feira, 1 de agosto de 2012

30 Days Letter Project - Dia 21 - Alguém quem você julgou pela 1ª impressão

Menino chato, (Esses nomes de destinatários que eu coloco são muito legais, porque daqui um tempo eu lerei estas cartas e mal saberei pra quem as escrevi, tudo bem, sigamos...)

Na primeira vez em que te vi, achei que fosses chato, bom, de fato é. Achei que fosses arrogante, e és um pouco, achei que fosse metido e é também, mas se tem uma coisa que eu nunca imaginaria que tu fosse ser... É legal. Você é bem legal cara, é um ótimo amigo, um dos meus melhores e eu realmente não imaginava que seria, eu jamais imaginaria... O jeito que você se preocupa comigo, que fala comigo, faz com que eu me sinta tão bem, tão querida, tão amada.
Eu desejo que você realmente goste de mim, que não seja só de brinks manja?  Quero muito, daqui algum tempo, te visitar pra saber como está, quero que me visite, que tenhamos um contato constante ainda. Não quero que sumas, que pare de me ligar, que esqueças de mim. Quero que arranje uma namorada, mas uma legal, daquelas que goste realmente de você e você dela, e ela terá que ser muito legal para eu aprovar, já digo, não pode ser qualquer uma.
Aproveito para agradecer, obrigada por algumas de suas palavras, só por algumas, pois tem outras que me machucam, você as vezes diz coisas que nem nota o quê, não nota o poder que as palavras têm, mas tudo bem... Um dia você cresce e aprende a brincar de ser adulto, espero que não demore, acho que você vai ser uma pessoa bem mais legal daqui um  tempo, ou não. Obrigada novamente, gosto muito de você cara, por favor não desapareça seu chatinho.

Com amor,
Jessica Mota