quinta-feira, 6 de dezembro de 2012

30 dias, um sentimento - Dia 11 - O copo e a cerveja

SD,

Manjo isso de: trás mais uma, enche o copo, vira, enche de novo, trás outra! Enche o copo, toma um gole, vira o resto, enche o copo...
Fiquei pensando: Precisava beber tanto pra ficar comigo?
Tento apagar essa pergunta da minha mente, pois sei que ficou porque quis e não por que a Itaipava mandou. É normal isso de por álcool no sangue só para ter um pouquinho mais de coragem. Quem nunca? Mas sei lá... É mais fácil pra mim, pensar que foi um erro pra você, porém o que eu quero mesmo é que não tenha sido. Entende?
Eu entendo bem... É, dessa vez entendo de verdade.
Também já enchi o copo para ter coragem, enverguei latinhas de Brahma e nada. Não deu em nada. Acho até que a bebida muitas vezes me atrapalhou e na hora certa, sem nada de álcool em meu sangue, sem se quer querer beber e sem esperança alguma... Colocaram o coco na rampa e... Rolou!

Quero que saiba que eu esqueci o que ia escrever nesse final. A, lembrei: Esteja você com seus copos cheios ou vazios, te quero amanhã aqui.


Com amor,
Jessica Mota

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Somos gratos pelo seu comentário, comente sempre, isso nos ajuda a saber nosso progresso na escrita.

Obrigado