sábado, 1 de dezembro de 2012

30 dias, um sentimento - Dia 6 - Primeira vez que saíram

Que teminha desgraçado, rs. Eu vou sair do tema, espero que não liguem.

Nós nunca saímos... Não nunca só eu e ela. Somos do mesmo grupo de amigos, logo saímos sempre juntos.  Bom... Eu mudaria o título para: A primeira vez que conversamos no Bar. Mas sei lá, ela nunca deve ter me notado e eu a notava em segredo e as vezes não notava também. Eu não podia notá-la, não podia olhá-la, não podia nem pensar em me apaixonar. E eu não pensava... Mas a vida nos trás o que menos esperamos, quando menos esperamos, é sempre assim.

Cara, depois de um tempo, eu sempre estive esperando. Eu tinha muita esperança que ela gostasse de mim, que ficasse comigo, que seus olhinhos brilhantes estivessem bem próximos dos meus. Mas talvez por eu querer tanto, eu não estivesse pronta para aceitar que: ela não me querer fosse o mais provável.
De fato era e em um dia ensolarado... Eu aceitei isso. Tive pra mim que eu nunca teria chance de sentir o gosto dos seus lábios, me convenci que ela não era pro meu bico e juntei em folhas de papel reciclado, todos os meus escritos para ela, com a promessa de que nunca mais pensaria em tê-la, nunca mais a desejaria, nunca mais... E então, como eu estava menos esperando... O universo decidiu brincar comigo, entregou-a em minhas mãos, em meus braços, me deu sua boca, os seus lábios... Seus olhos próximos aos meus, seu toque. Eu não sei se agradeço ou se... Sei lá.


Quero mais.

2 comentários:

Somos gratos pelo seu comentário, comente sempre, isso nos ajuda a saber nosso progresso na escrita.

Obrigado