terça-feira, 11 de dezembro de 2012

30 dias, um sentimento - Eu desisto

No começo eu só adiei, mas agora não consigo mais.
Duas garotas em meu coração e apenas uma está em minha vida, e não é você SD.
Se bem que nesse instante nem mais a outra está na minha vida. Vai ver eu goste mesmo é de amores impossíveis, desses difíceis até quando as duas pessoas querem. Se eu pudesse eu fugiria com ela, com a que me quer... Fugiria pra longe, pra bem longe, mas o fato é que algumas amizades são tão importantes para mim, amizades que eu quero para o resto da minha vida. Essas me fazem largar mão de amores. Fazem-me pairar no ar.
Quero desculpar-me pela desistência deste projeto.
Eu não quero mais dias de coração apertado. Que livrar-me dos meus amores, deixá-los ir, deixá-los livres. As pessoas não me entendem, mas ela até que me entendia. Eu não quero beijos, não quero sexo. Eu quero amor, um amor pacífico, que me pegue em um ônibus lotado de crianças gritantes, um amor que amarre minhas mãos nas dela e me faça sentir meu coração. Que me faça não conseguir dizer "te odeio" olhando nos olhos dela. Amor que me faça sentir aquilo quando relar meu corpo no seu. Mas esse tipo de amor é impossível. Pelo menos por hora. Talvez nos encontremos daqui uns anos... E o sentimento ainda seja o mesmo, mas talvez você esteja namorando e eu também e seja impossível para sempre. Mas sabe? Em algum lugar do tempo, aquele momento do ônibus estará se repetindo eternamente e nós nunca iremos esquecer, ou ao menos eu não vou.

Minhas mãos no seu corpo.

Uma vez ela me entregou um papel azul e nele estavam escritas algumas palavras a lápis. As li assim que entrei no Terminal Barra Funda. No final ela dizia que não estava apaixonada e que se eu quisesse saber o por que do afastamento, deveria eu ir até seu blog ler a explicação. Eu senti um turbilhão de sentimentos. Ela não sabe, ou talvez sim, mas eu estava começando a gostar dela, sentia uma coisa diferente sempre que a via.
Não consegui chegar até em casa para ler. Assim que entrei no ônibus, peguei meu celular e entrei no seu blog. Li, reli, sorri. Sempre fui eu que escrevi para meu amores, nunca ninguém tinha escrito assim pra mim. Eu agradeço. Naquele dia escrevi nas notas do meu celular:

Eu li uma vez, parei por alguns minutos e não pensei em nada. Parei novamente, senti algo estranho e pensei:

- Mas eu sempre aperto as mãos dela só para sentir o calor do seu corpo. Eu penso nela, falo dela. Por que ela teria que parar de me ver? (Agora entendo)

Depois reli e percebi que era contemplando e não completando, como da primeira vez eu tinha lido. Sabe, contemplar é uma palavra muito bonita. Mas se isso é verdade, por que teria que sair da minha vida? (Agora entendo) Eu pego no seu pescoço só pra estabelecer uma distância menor entre o seu rosto e o meu. Eu brinco? Brinco sim, mas é pra tentar disfarçar.

22-11-12

Talvez essa carta seja de dupla desistência. Desistência do projeto e do meu amor.

Com tristeza, para as duas, mais pra uma do que pra outra,
Jessica Mota 

4 comentários:

  1. Acho que vc não desistiu... pelo menos depois de ler sua postagem não creio que essa a palavra mais adequada. Acho que vc o finalizou antecipadamente. Belas palavras. Adoro o que vc escreve. Isso é uma verdade absoluta. Um beijo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Guaxinim, por abraçar meu coração nesse momento tão difícil. Te amo

      Excluir
  2. sabe, ja me disseram uma vez que as vezes quando desistimos de algo, não significa que estamos sendo fracas, ou que estamos perdendo alguma oportunidade, simplesmente significa que somos fortes o bastante para saber que o nosso limite chegou e q é o momento de se dar um tempo deste algo que tanto revolve nossos pensamentos.............nesta sua postagem, foi isso que senti....senti que esta ficando mais forte e se conhecendo mais, conhecendo melhor seus proprios limites....vc cresceu em relação ao inicio do ano e isso me alegra.........vc é uma menina incrivel, e saiba que quando for para dar certo, será simples, sem complicações e dará, ponto.
    Beijo forte, boa noite, boa dscanso e lindos sonhos........
    saudads...AnaB!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "e saiba que quando for para dar certo, será simples, sem complicações e dará, ponto."

      Muito obrigada!

      E enquanto não chega a hora de tudo dar certo... A gente espera né!?
      Muitos beijooos, saudades!

      Excluir

Somos gratos pelo seu comentário, comente sempre, isso nos ajuda a saber nosso progresso na escrita.

Obrigado