domingo, 21 de julho de 2013

Hoje decidi não escrever nada que exija raciocínio, quero simplesmente escrever, sobre... que ultimamente escutei muito as músicas que eu costumava escutar quando eu estava afim dela. Escutei todos os trechos que pensei que um dia diria pra ela:

"You smell like the angels wanna smell"
"Hold my hand, I'll take you everywhere, anywhere you wanna go"
"You and I girl we got something golden. Did you know, they say it never lasts? but we can wait that everyone's wrong"
"You're too good to be"
"Put down your arms and wrap them both right around me"

Dentre vários outros trechos que me foram marcantes naquela época e que nunca disse a ela em português.
Isso não importa mais agora. Ou não importará até que eu conheça alguém para quem eu sinta vontade de falar tudo isso.
As músicas não me dão o mesmo estase quando eu as escuta, acho que porque não existe aquele sentimento que me impulsionava a escuta-las mais e mais pensando nela.
Tinha mais um trecho que eu gostava muito que eu acabei de lembrar porque por acaso eu estou escutando a música agora: "you have my heart in your hands, so don't let it go". Irônico não? Aconteceu exatamente o contrário.
Uma amiga sempre me pergunta quando nos encontramos: "Como esta seu coração?". Já é de praxe.
Mas essa pergunta sempre me pega de surpresa, porque eu nunca sei o que responder. Talvez... ele esteja em inércia depois de tudo o que ele passou nos últimos anos... com medo de se arriscar novamente, esperando uma oportunidade onde ele tenha certeza que ele não vai passar pela mesma história novamente.
Hoje em uma despedida, um beijo no meu rosto despertou algo que não se permitiu desabrochar. Talvez porque seja muito cedo. Talvez porque não seja para ser. Enfim...

JOÃO.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Somos gratos pelo seu comentário, comente sempre, isso nos ajuda a saber nosso progresso na escrita.

Obrigado